Dicas para deixar seu cérebro mais forte

O cérebro precisa ser exercitado, da mesma forma em que necessitamos exercitar o nosso corpo. Quando mantemos uma rotina em que deixamos o nosso cérebro ativo, algumas funções são despertadas de maneira mais ampla como: memória, operações mentais e estruturação lógica.

Especialistas afirmam que é necessário manter uma rotina de estímulos cerebrais durante toda a vida, e intensificar esse processo na terceira idade para ampliar essas características.

ANÚNCIO

De acordo com alguns estudos, o nosso cérebro consome sozinho 20% do oxigênio e energia disponíveis em nosso corpo. Isso significa que ele trabalha como um motor consumindo combustível para uma gama de ideias, conceitos, interpretações, dentre outras coisas.

Dicas para deixar seu cérebro mais forte
Fonte: (Reprodução/internet)

Encontre novas formas de desafiar a si mesmo, buscando atividades com as quais você não teve contato ainda. Ouça músicas diferentes daquelas que você está acostumado a ouvir no dia a dia. São diversas as dicas relacionadas a esse tema. Ficou interessado? Confira mais dicas para estimular o seu cérebro e deixá-lo mais forte. 

Leia livros todos os dias

O hábito de ler, aumenta as funções neurais fazendo com que o seu cérebro funcione melhor. Uma pesquisa realizada por uma universidade americana, aponta que a leitura afeta o nosso cérebro como se realmente estivéssemos vivenciando os eventos aos quais estamos lendo.

Outra descoberta da pesquisa é que podemos alcançar a redução dos efeitos da idade no cérebro em até 30%. O Alzheimer está na lista das doenças que podem ser evitadas com essa prática.

Escreva suas ideias em um papel

Escrever ideias, pensamentos e sentimentos fazem muito bem para o seu cérebro e para a sua saúde mental como um todo, levando em consideração que pessoas ansiosas ou depressivas, em alguns casos, sentem a necessidade de falar.

Então, dentro desse contexto, a escrita ajuda muito. Essa prática, também melhora o sono e a memória. Por isso, já pensou em escrever um diário?

Esse exercício, além dos benefícios citados anteriormente, ajuda a desenvolver a autoestima e criatividade, fazendo com que o seu cérebro desenvolva ainda mais, essas características com facilidade. A reflexão diária sobre os fatos ocorridos faz muito bem a saúde. 

Faça atividade física

A atividade física ativa circuitos cerebrais, influenciando o humor e o raciocínio, além de prevenir alguns tipos de doenças.

Já saiu de casa desanimado para ir à academia ou para praticar algum outro tipo de esporte e retornou com um outro humor e disposição? Pois é, isso acontece porque a atividade física atua diretamente nessas áreas.

É sempre ideal que se procure o médico para que ele faça a avaliação de cada caso, mas hoje existem algumas das doenças relacionadas ao cérebro que podem ser evitadas com a prática de atividade física, sendo elas:

  • Depressão;
  • Acidente vascular cerebral (AVC);
  • Demência.

Busque estímulos novos

Uma boa saída para exercitar o cérebro no dia a dia sem precisar abrir mão da sua rotina, é incluir algumas “atividades” dentro desse contexto. Alguns exemplos são: escove os dentes com a mão oposta ao qual você está acostumado, tente fazer isso com o mouse do computador também.

Tente realizar algumas tarefas simples como tomar banho ou trocar de roupas, com os olhos fechados. Faça um percurso diferente para o trabalho ou para algum local que você frequente todos os dias.

Diante dessas dicas, o importante é analisar a sua rotina e identificar as características viáveis para o seu dia a dia. Reconheça as suas preferências e procure praticá-las semanalmente. Lembre-se, de que se trata de uma espécie de “ginástica cerebral” então a constância é um fator importante.

ANÚNCIO