Fábula: E se não houvesse intestino grosso?

ANÚNCIO

Entenda de uma forma lúdica, através de uma fábula, a relação do intestino grosso com o nosso corpo e sua importância para a nossa saúde.

Fábula: E se não houvesse intestino grosso?
Foto: (reprodução/internet)

Em uma manhã ensolarada, quando não há trabalho a fazer, o intestino delgado apenas relaxado colocando uma perna sobre a outra usando um óculos de sol faz um comentário. “Ei você, intestino grosso, por que você está ocupando tanto espaço no corpo… não tendo trabalho… apenas para ter uma relação com o reto?”.

ANÚNCIO

Isso torna o intestino grosso deprimido. Ele pode apenas pensar sobre sua falta de importância no curso da vida. Diz: “Sou apenas um saco para guardar o lixo?”. Isso o deixa tão deprimido que dificilmente funcionaria de maneira adequada. E as consequências são uma frequente ida ao banheiro e desidratação.

Aí vem o cérebro com um discurso motivador para lhe dizer o que aconteceria se o intestino grosso não estivesse presente no corpo e para faze-lo perceber seu verdadeiro poder.

Com um sorriso gentil no rosto, o cérebro disse: “Nós, os órgãos, estamos associados a diferentes trabalhos no corpo. O trabalho de ninguém é menos importante ou ninguém está presente aqui apenas para manter um relacionamento. Não dê ouvidos às palavras do pequeno intestino delgado. Existem quatro razões importantes para você estar aqui.”

ANÚNCIO

O intestino grosso diz: “Isso é verdade?” com um sorriso dourado no rosto. O cérebro com um aceno afirmativo começa a dizer o que aconteceria sem a existência do intestino grosso.

O cérebro diz: “Você é o órgão que absorve os últimos 20% de água após a digestão no intestino delgado e absorve os íons de sódio e cloreto. Se você não estiver presente no corpo, ele sofrerá desidratação e a falta de nutrientes o tornará fraco”. Isso faz o intestino grosso se sentir bem e começa a reabsorver água e nutrientes.

Fábula: E se não houvesse intestino grosso?
Foto: (reprodução/internet)

Segundo o cérebro, o próximo trabalho importante do intestino grosso é armazenar temporariamente o produto residual. Se o intestino grosso não estivesse lá, o processo de digestão seria tão acelerado que a cada duas horas uma ida ao banheiro se tornaria inevitável.

Fábula: E se não houvesse intestino grosso?
Foto: (reprodução/internet)

Por último, o cérebro diz que o intestino grosso contém mais de 500 espécies bacterianas anaeróbias diferentes. Elas vivem em uma relação simbiótica com o corpo. Se o intestino grosso não estivesse presente, as espécies bacterianas também ficaria sem casa.

Elas não seriam capazes de produzir quaisquer ácidos graxos de cadeia curta (AGCCs), gases, etc. Elas não participariam da fermentação. Não só a produção desses componentes ou substâncias é importante para o nosso corpo, mas as bactérias também são responsáveis ​​pelo bom humor e bem-estar do corpo.

Este discurso motivacional do cérebro deixa um grande impacto na mente do intestino grosso e faz com que ele entenda seu valor. Sente que também tinha um trabalho importante a fazer no corpo. Seu humor volta aos trilhos e as consequências que foram criadas no corpo devido ao humor aborrecido também desaparecem.

Veja também: Por que seu cabelo é mais resistente que as lâminas de barbear?

Traduzido e adaptado por equipe Conhecimento Agora

Fonte: ThinknMap

ANÚNCIO