Desvendando mitos e verdades sobre biometria

É possível realizar a biometria de um dedo decepado? Os mitos e verdades sobre a biometria surgem conforme o aumento da utilização. Isso porque no Brasil, atualmente, os bancos e as eleições têm utilizado cada vez mais essa tecnologia.

Além disso, smartphones cada vez mais modernos também já disponibilizam a opção de biometria para desbloquear a tela inicial e também para utilizar alguns aplicativos.

ANÚNCIO

Mas nem sempre esta identificação é utilizada para o lazer. Os bancos mundiais e também brasileiros já possuem formas de identificação por biometria, permitindo até mesmo realizar saques sem a necessidade do cartão de crédito ou senha de dígitos.

biometria
Foto: (reprodução/internet)

Pensando neste assunto, confira abaixo algumas outras informações sobre o uso da biometria que aumenta a cada dia mais.

Mudanças em processos do governo

As últimas eleições também já sofreram mudanças, a substituição da assinatura pela biometria já é uma realidade em quase todos os estados brasileiros, e tem sido implementada mais a cada nova eleição.

Uma das vantagens de utilizar as digitais nas eleições é evitar o risco de outra pessoa votar por alguém (como no caso de gêmeos), também facilita a identificação de pessoas não alfabetizadas.

Outro fator importante, é saber que a biometria não é apenas a leitura da digital de uma pessoa. Outras tecnologias como leitura da íris, leitura facial, reconhecimento por voz e etc, também são considerados biometria.

Biometria: mitos e verdades

Muitos mitos e verdades foram criados com a chegada da biometria. Por ser uma tecnologia relativamente nova no Brasil, ela ainda é cercada por tudo isso por causa do não conhecimento dos usuários.

É possível acessar dados biométricos com o dedo decepado.

Mito. Esse mito foi criado devido ao que é apresentado em filmes, mas não condiz com a realidade, principalmente quando a biometria é realizada em bancos.

A biometria atual não avalia apenas a digital da pessoa, mas também uma série de outros fatores, como calor da digital, se existe corrente sanguínea e também a pulsação da pessoa (sim, é possível sentir a pulsação de uma pessoa pela ponta do dedo).

É possível pegar doenças pela digital

Mito. Os sistemas mais modernos como reconhecimento de íris, de voz ou de face, onde não existe contato direto impossibilita a passagem de doenças de uma pessoa para outra.

Já quanto a transmissão de doenças pela leitura da digital, as possibilidades são as mesmas de quando você digita em um terminal bancário. Ou seja, praticamente inexistentes.

É possível roubar os dados de biometria

Verdade. Embora isso seja praticamente impossível, existe uma possibilidade muito pequena de dados biométricos serem roubados por hackers.

A leitura desses dados biométricos se tornam um código binário de grande complexidade dentro do sistema e é protegido por diversos tipos de defesas, além de ser criptografado.

São várias etapas que precisam ser vencidas e muito provavelmente o sistema avisará do ataque assim que ele iniciar, mas a possibilidade existe.

Bônus – A tecnologia está sendo utilizada na identificação de bebês

Essa é uma novidade que poucos brasileiros estão sabendo, mas existem alguns hospitais que já estão utilizando a tecnologia para capturar as digitais dos recém-nascidos.

O intuito disso é aumentar a proteção das crianças, dificultando ainda mais casos de trocas de bebês ou até mesmo roubos, o que pode tranquilizar muitos pais.

ANÚNCIO