Jejum de 21 dias é saudável? Saiba tudo sobre

Muita gente, depois de fazer jejum diz que se sente melhor. O metabolismo melhora, há uma diminuição do estresse oxidativo, diminuição das inflamações do corpo e até mesmo a perda de peso. Mas, será mesmo que o jejum de 21 dias é saudável?

A ideia desse conteúdo é trazer essa reflexão porque é incontestável que o jejum traz benefícios ao mesmo tempo que pode fazer surtir efeitos colaterais. Então, como ter os melhores resultados do jejum de 21 dias? Continue lendo para saber essa e outras informações.

ANÚNCIO
Jejum de 21 dias é saudável? Saiba tudo sobre
Foto: (reprodução/internet)

Aliás, você vai ler os seguintes temas:

  • É saudável fazer jejum?;
  • Quantos quilos se perde durante o jejum;
  • Os tipos de jejuns que existem;
  • Dá Bíblia para o emagrecimento;
  • Como começar a fazer o jejum de 21 dias.

É saudável fazer jejum?

Com base na ciência e em estudos, o corpo humano não foi feito para ficar muito tempo sem comer. Logo, não somos como ursos ou outros animais que possuem alta capacidade de armazenar comida no corpo em épocas de inverno rigoroso, por exemplo.

Jejum de 21 dias é saudável? Saiba tudo sobre
Foto: (reprodução/internet)

Ao mesmo tempo, a mesma ciência também prova que ficar sem comer por períodos pré-determinados pode ser uma ideia interessante para quem quer combater a diabetes, as doenças cardiovasculares, a epilepsia, o câncer e outras doenças.

Aí, se a gente considerar as histórias que existem há muito tempo, nós também vamos notar que o jejum é um hábito milenar, inclusive, descrito na Bíblia. A ideia é associar a limpeza do corpo e da mente. Mas, e nos dias de hoje, o que o jejum significa?

O equilíbrio!

Para responder à pergunta anterior e saber se fazer jejum é um ato saudável, temos que considerar o equilíbrio. Ou seja, quanto tempo de jejum é saudável? Será que ficar 1 dia ou 10 dias sem comer tem o mesmo efeito? É claro que não!

Para quem busca a perda de peso, um jejum de 16 horas feito uma ou duas vezes na semana pode ser uma ideia interessante devido ao processo de biogênese mitocondrial. Já para quem quer ganhar massa muscular (hipertrofia) não pode ficar mais do que 12 horas sem comer. 

Aliás, na busca por um jejum equilibrado, saiba que avaliar o que comer após esse período também é importante. Por exemplo, priorizar alimentos ricos em fibra e proteínas magras pode ser bacana porque auxiliam no controle da fome.

Quantos quilos se perde durante o jejum

Para quem nunca fez isso antes, a dica é não fazer o jejum mais do que uma vez na semana para que o corpo entenda o que está acontecendo. Além do mais, jamais se deve passar de 12 horas. Mas, para quem já fez ou está habituado, a conversa é outra.

Jejum de 21 dias é saudável? Saiba tudo sobre
Foto: (reprodução/internet)

O fato é que alguns estudos e alguns digitais influencers dizem que o jejum intermitente, que é aquele que acontece por um dia inteiro, pode reduzir o peso corporal em 8%. No entanto, saiba que esse peso corporal envolve massa gorda e massa magra.

Ou seja, além de perder gordura, a pessoa também vai perder músculos, o que nem sempre é saudável. É por isso que se deve sempre levar em conta o tempo de jejum, o objetivo dele e os aconselhamentos de pessoas ligadas à área da saúde. 

Os riscos de fazer jejum por muito tempo

Se por um lado temos uma perca significativa de peso durante os jejuns, agora é hora de a gente falar do outro lado da moeda, o que pode ser negativo. Para quem não faz o jejum com controle e passa muito mais horas do que deveria sem comer, o problema acontece. 

Entre eles, a acidez do sangue. Isso porque quando a pessoa fica muito tempo sem comer, ela entra em processo de cetose. E se a cetose acontecer por muito tempo, o sangue fica ácido demais e isso traz problemas mais graves para a sua saúde do que os efeitos positivos.

Outro ponto que merece atenção é que o jejum muito longo, que é aquele que passa por dia e dias, também influencia na saúde psicológica das pessoas. Logo, os estudos mostram que a restrição alimentar é uma linha tênue que pode trazer pontos positivos ou negativos.

Os tipos de jejuns que existem

Bom, até aqui falamos sobre o jejum de um modo geral e você notou que é preciso ter equilíbrio. Então, vamos considerar aqui os tipos de jejuns que existem. Vamos lá. Tem o Jejum de 24 horas, chamado de Eat-Stop-Eat e um dos mais praticados.

Jejum de 21 dias é saudável? Saiba tudo sobre
Foto: (reprodução/internet)

Também tem o jejum de 20 horas, chamado de Dieta do Guerreiro ou Warrior Diet. No entanto, o mais conhecido é o jejum intermitente ou 16/8 ou ainda método LeanGains. Outra variação dele é o WHEN, When Hunger Ensues Naturally.

E, de fato, tem o jejum de 21 dias, que é o título desse texto. Aliás, o tema sempre foi bastante comentado, mas ganhou ainda mais força , quando Bárbara Heck, do BBB22 falou sobre ele, inclusive, dizendo que ficou sem beber água. Vamos entender o jejum.

O jejum de 21 dias

De maneira resumida, os praticantes do jejum de 21 dias podem beber água e comer alimentos que são cultivados a partir de sementes, como frutas, verduras e legumes. Os grãos integrais, como nozes, castanhas e óleos vegetais também são permitidos.

Aliás, o jejum de 21 dias é baseado na Dieta de Daniel, da Bíblia. Assim, esse texto cristão diz que Daniel e seus amigos ficaram comendo apenas legumes e bebendo água por 21 dias para não se contaminarem com a comida do rei.

Então, embasados na ideia de Daniel, saiba que não se pode comer pão, nem carnes ou peixes. Alimentos processados também estão fora de cogitação, assim como café, açúcar, álcool. Para conseguir é preciso ter a força de Daniel, que resistia, dia após dia, aos pratos do rei. 

Dá Bíblia para o emagrecimento

Se a gente tem um histórico que fala dos jejuns como práticas religiosas, hoje em dia elas estão ligadas as questões de saúde, especialmente, focadas no emagrecimento. Em alguns casos, elas são necessárias para fazer exames médicos, por exemplo.

Jejum de 21 dias é saudável? Saiba tudo sobre
Foto: (reprodução/internet)

Porém, voltamos a questão que começou lá em cima: fazer jejum de 21 dias é saudável? É. Mas, desde que você seja supervisionado e saiba o que está fazendo. Logo, médicos e nutricionistas se tornam essenciais nessa hora. 

Então, não dá para fazer como o Daniel que comia apenas legumes sem pensar na nutrição dos alimentos. Inclusive, vale lembrar que todo mundo que quer pode praticar o jejum, mas lembrando que a indicação é apenas para adultos saudáveis e sem doenças pré-existentes.

Quando parar de fazer o jejum

Assim sendo, crianças, jovens, gestantes, mulheres que amamentam, pessoas com doenças, pessoas com compulsão e idosos não devem fazer o jejum de 21 dias. Além do mais, quem começa o jejum e sente desconforto deve pausar imediatamente.

Ainda mais quando sentem cansaço, diminuição da concentração, insônia, náuseas, dores de cabeça, dores abdominais, fraqueza muscular, desmaios e até a perda de consciência. Com esses sintomas, se continuar no jejum, a pessoa pode ter um agravamento maior.

Ou seja, esses efeitos colaterais iniciais podem se transformar em alterações cardíacas, pedras nos rins, dificuldades gástricas e até mesmo a morte, sabia? Então, lembre-se do equilíbrio e saiba se autoconhecer nesse processo.

Como começar a fazer o jejum de 21 dias

Se há uma lista de dicas ou passo a passo para começar esse tipo de jejum, saiba que ele passa pela consulta médica ou no nutricionista. A partir disso, é possível avaliar a saúde física do paciente e saber qual é o melhor tipo de jejum para ele. 

Jejum de 21 dias é saudável? Saiba tudo sobre
Foto: (reprodução/internet)

Existem casos em que a Dieta do Guerreiro, a Dieta do Daniel ou outras dietas vão funcionar bem. Enquanto isso, existem situações onde iniciar um jejum agora pode não ser ideal. Lembrando que a partir de 8 horas sem comer já é considerado um jejum.

O próximo ponto é saber que existe um momento certo para entrar ou para sair do jejum. Então, ao terminar o seu jejum, nada de bater um prato de feijoada, por exemplo. Ou então, nada de começar um jejum de repente, sem planejamento. 

Como fazer o jejum de Daniel

Agora que você tem essas dicas valiosas, leve em conta que o jejum de 21 dias ou jejum de Daniel é aquele que considera o não consumo de carnes, refrigerantes, embutidos, industrializados, etc. O que vale é apenas legumes e água.

Além disso, a finalidade de Daniel era cristã e não estética. Por isso, se o seu objetivo é emagrecer, então, faça uma dieta que sirva bem para esse foco. Esse tipo de jejum tem uma duração de 21 dias, o que dá em torno de 3 semanas completas. 

No entanto, não se esqueça que o próprio Daniel fez um teste de 10 dias para provar que isso não comprometeria a sua saúde. Logo, essa também pode ser uma ideia bacana para, que quer fazer, mas não tem experiência com esse tipo de restrição alimentar. 

As famosas que defendem os jejuns

Se você quer estudar um pouco mais sobre esse tipo de jejum ou outros, saiba que várias famosas falam abertamente sobre as suas experiências com eles. Cada uma delas acredita em um tipo de dieta e usa isso para perder peso ou fazer aquela limpeza no organismo.

Entre as principais famosas brasileiras que fazem dieta que você deve conhecer, temos: Kelly Key, Sabrina Sato, Yasmin Brunet e até mesmo Marília Mendonça seguia esse tipo de alimentação restrita. Todas elas postam e postaram isso nas suas redes sociais.

ANÚNCIO