Camara-e.net lança núcleo de pesquisa para cidades inteligentes e a economia digital

Na última quarta-feira (14), a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, popularmente conhecida como camara-e.net, lançou um evento que reuniu profissionais do setor de cidades inteligentes e de economia digital para discutir sobre o núcleo de pesquisa que visa conseguir parcerias públicas e privadas para essa área.

Camara-e.net
Foto: (reprodução/internet)

 O que houve no evento?

O evento Núcleo de Pesquisas e Inteligência – Cidades Inteligentes e a Economia Digital definiu as pautas prioritárias, que é aquilo mais essencial nesse setor na atualidade, discussões sobre o tema — que vem ganhando mais e mais visibilidade — e ganhou também uma grande apresentação do Humberto Maciel, que é especialista na área.

ANÚNCIO

O Humberto Maciel é mestre em administração e recebeu o Business Diploma Extension pela Universidade da Califórnia – Berkeley, que é tomada por prestígio.

Maciel ainda diz: “Com o envolvimento dos associados da camara-e.net, que representam 80% da economia digital do Brasil, projetos muito ambiciosos colocam-se em marcha e podem, juntamente com poder público e organismos multilaterais, atuar de forma decisiva na construção de cidades mais inteligentes.”

 O que são as cidades inteligentes?

Este novo modelo de cidade se caracteriza por ser muito bem-planejado, de modo que mesmo as ruas são construídas para que haja menos trânsito. Segundo Maciel, a mobilidade urbana é um grande pilar que está presente nas cidades inteligentes.

Educação, meio ambiente e economia são pilares importantes, sim, mas o planejamento das cidades inteligentes vai muito além de questões políticas. É uma questão também de boa infraestrutura, que começa muito antes do início das obras. Segundo ele: “São temas relacionados à infraestrutura de um município e que devem ser tratados em conjunto.”

Portanto, esse evento teve o objetivo de colocar o pessoal para pensar sobre o tema, sobre os avanços e sobre os investimentos prioritários em relação ao assunto.

Construir uma cidade inteligente pode ser um tremendo desafio, e, apesar de o Brasil ter construído a primeira dessas cidades do mundo — ela fica situada no Ceará, conta com alta tecnologia, segurança, infraestrutura de alto padrão e até um aplicativo do bairro —, a tecnologia ainda é um pouco recente e é necessária a existência desse tipo de debate, fomentado em eventos como o Núcleo de Pesquisas e Inteligência – Cidades Inteligentes e a Economia Digital.

 Mais sobre a Smart City Laguna

Em agosto de 2018, foi finalizada 100% da primeira parte da construção da primeira cidade inteligente social do mundo, a Smart City Laguna. A Planet, empresa italiana que criou o conceito de Cidade Inteligente Social, decidiu, em um projeto inovador, criar a primeira smart city do mundo no Ceará, mais especificamente na cidade de São Gonçalo do Amarante.

A cidade está sendo moldada para oferecer sustentabilidade, segurança e qualidade de vida inteligente, o que vai reduzir os custos de quem morar nela. E, por falar nisso, é importante dizer que é um planejamento para 25 mil habitantes de todas as faixas de renda.

A Smart City Laguna é um empreendimento inovador e espetacular, que deve ser adotado em uma série de lugares no futuro.

ANÚNCIO