O que está por trás das pedras preciosas ‘chovendo’ do vulcão Kilauea

ANÚNCIO
O que está por trás das pedras preciosas 'chovendo' do vulcão Kilauea
Foto: (reprodução/internet)

Em meados de maio, o Monte Kilauea, no Havaí, entrou em violenta erupção, enviando uma nuvem de detritos que se elevou a 30.000 pés no céu. Desde então, o vulcão escudo, muito ativo, cuspiu magma quente e cinzas, destruindo cerca de 600 casas.

Como um bis ostensivo, esta semana, a mídia social explodiu com relatos de pedras preciosas “chovendo” do céu próximo, enviando espectadores correndo para coletar evidências de um evento único na vida.

ANÚNCIO

As gemas em questão fazem parte de um grupo de minerais formadores de rocha chamado olivina, um tipo de silicato de ferro e magnésio que é mais comumente conhecido pelo nome de gema, peridoto.

A olivina não é rara no Havaí. Encontra-se em grande quantidade nas rochas de toda a zona e nas praias das ilhas, que em alguns locais adquirem uma tonalidade esverdeada graças ao mineral omnipresente.

O que está por trás das pedras preciosas 'chovendo' do vulcão Kilauea
Foto: (reprodução/internet)

A olivina é frequentemente encontrada na lava basáltica, o tipo que o Kilauea está produzindo durante a erupção atual. Ele se forma nas profundezas da terra, até que uma infusão de magma quente o empurra para a superfície.

ANÚNCIO

Veja também: 4 fatos sobre o fosfato, o composto químico que está em toda parte

As rochas ígneas que resultam do resfriamento da lava frequentemente contêm olivina, que pode ser liberada durante a erosão ou eventos explosivos.

A olivina que as pessoas estão encontrando “chovendo” do céu é provavelmente apenas um subproduto dos eventos explosivos dos atuais acessos de raiva do Kilauea e, provavelmente, da lava resfriada também.

Parte disso pode até ter sido de erupções anteriores, e as pessoas agora estão percebendo isso. Geólogos dizem que este vulcão atual não tem muita olivina.

A maioria das coisas é muito pequena para joias e não tem qualidade de gema. Além disso, é ilegal para os visitantes remover rochas de lava, areia ou olivina das ilhas.

Para aqueles que estão intrigados com a ideia de caçar rochas perto de um vulcão ainda ativo, lembre-se de que isso pode representar um perigo para a sua saúde. Kilauea ainda está sugando rochas e detritos, junto com lava, que podem ferir ou matar pessoas, especialmente onde a lava escoa para a água do mar.

Traduzido e adaptado por equipe Conhecimento Agora

Fonte: HowStuffWorks

ANÚNCIO