Imposto de Renda 2020: veja o que mudou, quem precisa declarar e mais

ANÚNCIO

O Imposto de renda é um tema que representa uma interrogação na cabeça de muita gente. No entanto, você verá que não é algo tão complicado assim. Trata-se de um imposto que é proporcional a sua renda, ou seja, quem ganha mais paga mais e quem ganha menos paga menos. 

Daí a necessidade de “declarar” os seus ganhos para que o cálculo do que deve ser pago seja feito. Aí é que mora o perigo. Muitas pessoas acreditam que não devem declarar o imposto de renda, porque de fato quem tem uma renda mais baixa não precisa. Daí vem o famoso leão da receita e cobra tudo isso com multa.

ANÚNCIO

Existem algumas mudanças na declaração para o ano de 2020, uma delas é que gastos com saúde e educação de dependentes, não devem ser levadas em conta na hora do cálculo. Porém, há regras e limites para cada caso. 

imposto de renda
Fonte: reprodução/internet

Saiba mais sobre as mudanças do Imposto de Renda para 2020, entenda se você precisa declarar ou não e mais.

Mudanças no Imposto de Renda em 2020

Em primeiro lugar, entenda que a declaração o IR é feita no início do ano, porque será declarado os seus gastos do ano de 2019. O prazo para a entrega termina em 30 de abril de 2020, mas é necessário ficar de olho para não deixar tudo para a última hora.

ANÚNCIO

Deve declarar quem recebeu acima de R$ 28. 559,70 em 2019. Isso mesmo, o valor não é calculado com o seu ganho mensal  sim com o ganho anual. Isso é válido para pessoas físicas.

Quem recebeu investimentos não tributáveis acima de R$ 40.000,00, quem tinha bens, como um imóvel no valor acima de R$ 300.000,00 em 31 de dezembro do ano passado. E por fim, quem ganhou com alguma atividade rural acima de R$ 142.798,50 em renda bruta. 

Também são incluídas, pessoas que fizeram investimento em renda variável. Quem optar por fazer a declaração simplificada, terá um desconto de 20%

Quais são as deduções previstas para 2020?

É possível retirar alguns gastos dessa conta e diminuir o valor que deverá ser pago ao governo. Nós vamos elencar aqui, as possibilidades para que você possa aproveitar as opções.

Os gastos com saúde tanto do contribuinte como de seus descendentes, não tem limite, podem ser deduzidas de maneira integral. A regra é que seja comprovado que, de fato, era um procedimento necessário para a saúde.

Todos os gastos precisam ser comprovados para que possam ser validades. A dica aqui é para que você guarde todos os comprovantes e notas fiscais desse tipo de procedimento.  

Os gastos com educação, não podem ser deduzidos de maneira integral. O limite é de R$ 3. 561,50 para cada dependente. Os dependentes também têm dedução de até R$ 2. 275,08 por pessoa. Entram os filhos e enteados de até 21 anos de idade. 

Esse ano, não será mais permitido a inclusão de gastos com empregados domésticos. Quem paga pensão alimentícia, não terá o valor deduzido do seu IR. Quem recebe a pensão, precisa pagar o imposto, se for o caso. Contribuições e investimentos na aposentadoria, podem ser descontados no Imposto de Renda. 

Como fazer a declaração do meu Imposto de Renda?

Basta acessar a plataforma disponibilizada pelo Governo Federal na Internet e fazer a declaração. Você também pode baixar o aplicativo do Imposto de Renda no seu celular e fazer o processo. Não é algo difícil e nós vamos demonstrar aqui um passo a passo.

  1. Entre na plataforma e daí você verá três opções de declaração, são elas:
  • Declaração de ajuste anual – que é a sua própria declaração do ano anterior
  • Declaração Final de Espólio – essa declaração é para alguém já falecido 
  • Declaração de saída definitiva do país – Para quem está indo morar fora do Brasil
  1. Você poderá escolher entre três opções para iniciar a sua declaração:
  • Iniciar importando declaração de 2019 – Algumas informações já estarão preenchidas 
  • Iniciar declaração a partir da pré-preenchida – Suponhamos que você já iniciou através de algum profissional ou tenha algum dado registrado da empresa em que trabalha, por exemplo. 
  • Iniciar declaração em branco – Começar do zero. 
  1. Após escolher a opção que mais se adequa ao seu perfil, preencha os dados que serão solicitados. Observe que a plataforma é bastante intuitiva, o que facilita o processo.
  2. Você poderá ainda, desde que dentro do prazo, alterar alguma informação. No início da página onde tem os seus dados, existem duas opções: Declaração de ajuste anual original (para quem está acessando a primeira vez) e Declaração Retificadora (para quem deseja ajustar algum dado) 
  3. Vá para o campo dependentes, caso tenha e preencha os dados deles também
  4. No campo “Alimentandos” são as pessoas que você paga pensão alimentícia (com interferência judicial). Se for o seu caso, preencha esse campo também.
  5. O campo Rendimentos Tributáveis de Pessoa Jurídica é para quem tem empresa e precisa declarar algumas ações. 
  6. O campo Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Física e do Exterior pelo Titular é para quem trabalha de maneira autônoma 
  7. No campo Rendimentos Isentos e Não Tributáveis serve para os casos de bolsas de estudo, poupança, aposentadorias e pensões por doença grave. 
  8. No campo Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva você deverá colocar os seus investimentos.
  9. No campo Rendimentos Tributáveis de PJ é para casos na justiça em que você acha que vai receber algum dinheiro, ou já tenha recebido
  10. No campo Rendimentos Recebidos Acumuladamente quantia em dinheiro recebida, de alguém que estava devendo algum dinheiro para você, por exemplo. 
  11. No campo Imposto Pago/Retido Informe todos os impostos que pagou no ano passado para não precisar pagar novamente
  12. No campo Pagamentos Efetuados informe as despesas que teve com médicos e gastos com educação. Só coloque as informações que você tenha o recibo.
  13. No campo Doações Efetuadas você vai colocar todas as doações que fez a instituições reconhecidas. 
  14. No campo Bens e Direitos você vai colocar todos os bens que possui. (dica: coloque o valor que você comprou o bem, não leve em consideração as valorizações, por exemplo). 
  15. No campo Dívidas e Ônus Reais preencha com as suas dívidas.
  16. No campo Doação a Partidos Políticos e Candidatos coloque os seus gastos com esse investimento, caso tenha feito.
  17. No campo Verificar Pendências você poderá conferir o que está faltando e completar o seu cadastro. 
  18. Por fim, após analisar tudo direitinho, salve a sua declaração e pronto. 
ANÚNCIO