Saiba como surgiu o baralho e entenda cada significado dos naipes

O baralho é um jogo antigo. Hoje, possui variáveis em termos de partidas, duplas, cartas. Mas, você já se perguntou alguma vez na vida sobre a origem das cartas de baralho? E mais do que isso: por que eles são divididos entre naipes e números? Vamos descobrir tudo isso abaixo.

Saiba como surgiu o baralho e entenda cada significado dos naipes
Foto: (reprodução/internet)

Um ponto curioso que já podemos adiantar é que o baralho que surgiu na China sofreu influências da Espanha, da França e das Arábias antes de ser conhecido como é hoje. Por isso, também é um produto cultural que conta muito sobre a história do mundo. 

ANÚNCIO

A história do baralho

Quando é para falar da história ou da origem do baralho, parece que a grande maioria dos estudiosos dizem que os jogos de cartas apareceram pela primeira vez lá na China, durante o século X. isso porque comentam sobre o “papel assinalado com conchas”.

Saiba como surgiu o baralho e entenda cada significado dos naipes
Foto: (reprodução/internet)

Outros pesquisadores falam sobre assinaturas feitas com flechas, pedras e até mesmo ossos. Agora, qual era a motivação dessas cartas? Os rituais de adivinhação. Por isso, a ideia não era simplesmente jogar truco ou pôquer, como a gente conhece hoje em dia.

Ah, naqueles tempos, não havia cartas femininas, com rainhas, por exemplo. A damas, inclusive, surgiu só mais tarde. Hoje, diferente daquele começo, um jogo de baralho é composto por 52 cartas tradicionais. 

A modernização do baralho

Como já anunciamos acima, o baralho foi evoluindo conforme as culturas europeias e entre os árabes também. Desse modo, ele ganhou o mundo com as cartas de copas, ouros, espadas e de paus, que são os chamados naipes. Assim, temos figuras e naipes.

Mas, quais eram e quais foram os significados das cartas no baralho desde a criação dele? Existe aquela sequência de 52 cartas na qual cada uma representa uma semana do ano. Por essa você não esperava, não é? E elas são organizadas em duas cores: dia e noite.

Outra curiosidade sobre o baralho, que tem a ver com a história dele até a modernização, tem a ver com o fato de que a soma de todas as cartas vai dar o número 364 e mais o coringa, dá 365 cartas. Ou seja, é o número de dias em um único ano. Uau!

A história dos naipes no baralho

Os naipes são esses que você conhece, sendo ouros e paus, entre outros. Agora, pense só: são 4 naipes disponíveis atualmente, certo? Qual você acha que é a relação disso com o ano? Isso mesmo: as estações do ano. O ouro é a primavera, o símbolo de paus é verão e copas é outono e espadas tem a ver com o inverno.

Saiba como surgiu o baralho e entenda cada significado dos naipes
Foto: (reprodução/internet)

Essa associação faz sentido porque cada carta tinha uma função no campo, como uma espécie de calendário agrícola. E aqui entra a cultura francesa, já que os nomes vêm desse idioma. Carreaux é quadrado e equivale a ouro. Pique é ponta de lança e vale às espadas.

Além disso, tem os coeurs, que são corações, ou seja, copas. E os tréfles são trevos, os paus que conhecemos nos baralhos. Logo, vamos terminar falando dos Às, que tem esse nome devido ao fato de que significa um em latim. Só ele se manteve no original. 

A história das cartas nobres

Se os naipes contam sobre tempos remotos do baralho, considere que as cartas nobres são assinaturas dos árabes. E isso porque eles incluíram as pessoas da corte em suas cartas. Logo, você sabe de quem estamos falando: reis, rainhas, valetes, etc.

O valete, se você não sabe exatamente o contexto dele, considere que era um tipo de servo real do rei. Mas, depois que os árabes criaram as cartas nobres, os franceses deram um jeito de aprimorar isso com mais cartas e nós vamos explicar detalhes.

Deram letras à eles, como V, D e R. Depois disso, os ingleses mudaram um pouco mais os símbolos, sendo que J vem de Jack, isto é, Valete. Aí o Q vem de Queen, que é a Rainha. E o K é de King, que é o Rei. Simples assim, entendeu?

A história da simetria das cartas

Uma invenção no baralho que pouca gente sabe a origem é a simetria que o baralho possui. Você já notou que não é preciso ficar ajustando as cartas nas mãos para se ter uma visualização completa sobre as cartas que estão nas mãos?

Saiba como surgiu o baralho e entenda cada significado dos naipes
Foto: (reprodução/internet)

Isso porque elas são assimétricas. Assim, se trocadas de lado ou de cima para baixo elas possuem a mesma indicação de valor. Logo, não possuem mudanças. A simetria se manteve também quando as cartas começaram a ser ilustradas, como no caso de damas e reis.

Ah, falamos um pouco das cartas nobres, mas tem algo que você ainda não sabe: algumas figuras das cartas são aleatórias no caso dos reis e damas. Porém, na prática, há reis que estampas algumas cartas, como o Rei Davi que é o Rei de Espadas. O Carlos Magno é o Rei de Copas.

A história das personalidades históricas

Para continuar o assunto acima, saiba que mais tarde, sem saber exatamente quando, todas as cartas ilustradas, que são as figuras, tiveram representações de personalidades históricas. E além dos nomes já citamos há outros, que vamos mencionar abaixo, veja só.

  • Rei de Ouros – Júlio César
  • Rei de Espadas – Rei Davi
  • Rei de Copas – Carlos Magno
  • Rei de Paus – Alexandre, o Grande

Aí que as outras figuras também tiveram suas representações em cartas de trabalho. E, inclusive, as mulheres, que são as damas dos baralhos. Ainda que pouca gente as conheçam ainda, elas são figuras históricas de grande valor par ao mundo.

  • Dama de Ouros – Raquel, esposa de Jacó
  • Dama de Espadas – A deusa Atena
  • Dama de Copas – Judite
  • Dama de Paus – Elizabeth I

Além de reis e damas, você sabe que o baralho também conta com os valetes, que são servos reais, correto? E eles também passaram a ser desenhados a partir de figuras importantes para a nossa história, como veremos abaixo:

  • Valete de Ouros – Heitor, de Troia
  • Valete de Espadas – Napoleão Bonaparte
  • Vale de Copas – Dante Alighieri
  • Vale de Paus – Sir Lancelot

Os tipos de baralhos que existem hoje

Atualmente, a gente tem vários tipos de baralhos. Obviamente, o francês, de 52 cartas, é o mais conhecido aqui no Brasil. E a gente nem precisa de muito para falar dele. Inclusive, você sabe: o coringa não é usado e as cartas mudam conforme a cor. 

Saiba como surgiu o baralho e entenda cada significado dos naipes
Foto: (reprodução/internet)

Aí tem uma variação do próprio baralho francês, que tem 56 cartas. Assim, ele é chamado de baralho cavalheiresco. E adivinhe só: as 4 cartas a mais são da corte, sendo cavaleiro de paus, cavaleiro de ouros, cavaleiro de copas e o de espadas. 

Aí vem o baralho lusófono, que tem 52 cartas, como você conhece. O que muda é que pode ser que tenha o coringa para alguns jogos, o que aumentaria o seu cartel para 54 cartas. O ítalo-espanhol tem 40 cartas e existem muitos outros tipos de baralhos atualmente disponíveis.

O baralho de tarô

A gente não pode deixar de comentar do baralho de tarô. Ele é composto por 78 cartas, sendo que há subconjuntos do mesmo baralho. Assim, é usado para jogos como o trick-tracking e é bem diferente dos outros modelos porque tem naipe de trunfos para cada 21 cartas.

Além disso, há um bobo, que é um tipo de coringa. Ele é diferente do baralho francês, de 52 cartas, porque usa as cartas a mais, do cavaleiro. Na Europa, ele é conhecido. Na América, também. Só que aqui é mais conhecido pela cartomancia do que por jogos.

  • No Brasil, a Copag criou o Dia do Baralho;
  • O dia escolhido foi o 13 de setembro;
  • Isso devido ao Copag 139, que é o mais vendido do país;
  • A data começou a ser lembrada desde 2013.

Para se ter uma ideia do uso do baralho de tarô, leve em conta que os trunfos e os bobos são arcanos maiores, enquanto que as próximas 56 cartas de naipe são arcanas menores. Arcano é um grupo principal ou menos importante de cartas usadas no baralho. Por exemplo, o nove de Copas significa realização na linguagem de quem lê as cartas de baralho no tarô.

O baralho como carta de guerra

Há uma história muito curiosa que vale a pena ser mencionada aqui. Leve em conta que o baralho já foi muito importante em guerras. Sendo assim, os soldados alemães capturaram os americanos a partir de cartas de baralhos especiais, que tinham rotas de fuga.

Ou seja, quando o baralho era mergulhado na água, ele tinha um mapa que ajudava os soldados norte-americanos a organizar uma fuga. Foi um assunto que mostrou a importância de criar estratégias para vencer guerras. E isso tudo partindo de cartas de baralho, hein. 

ANÚNCIO