Tidal – Escute músicas em qualquer lugar

Sempre que se fala em plataformas de streaming de músicas, o que vem à nossa cabeça são os programas mais conhecidos, como Deezer e Spotify. No entanto, além deles, saiba que existem outros que também podem ser bastante interessantes dependendo da sua utilidade.

ANÚNCIO

Hoje, conheça mais do Tidal, um desses programas de música para celular que permite que as pessoas ouçam arquivos de áudio em qualquer lugar. Ele também funciona com um plano de assinatura, que permite o acesso a mais de 80 milhões de músicas. Conheça-o.

Tidal – Escute músicas em qualquer lugar
Foto: (reprodução/internet)

Para saber tudo sobre o Tidal Music, leia:

ANÚNCIO
  • O que é o Tidal Music;
  • A qualidade do som no Tidal Music;
  • Vale a pena assinar o Tidal Music;
  • Qual é o valor da assinatura do Tidal Music.

O que é o Tidal Music

O programa existe desde 2015 e surgiu com a ideia de oferecer um tipo de áudio sem perdas. Como assim? É o famoso “lossless”, conhece? Os arquivos lossless são aqueles que possuem 100% do áudio gravado. E considerado um som de mais qualidade, com arquivos maiores.

Tidal – Escute músicas em qualquer lugar
Foto: (reprodução/internet)

O formato mais popular de um áudio lossless é o WAV (Waveform Audio Format). Mas, também é possível encontrar eles no AIFF (Audio Interchange File Format). A ideia é tão boa que hoje até a Apple tem o próprio áudio lossless, chamado de ALAC.

ANÚNCIO

O fato é que atualmente o serviço de áudio para celulares possui milhões de músicas de alta qualidade (um pouco menos do que o Spotify). Pelo menos, 3 milhões de usuários são pagantes por esse serviço diferenciado. 

A biblioteca do Tidal Music

Uma dúvida que muita gente tem na hora de baixar esse programa é sobre a quantidade ou variedade de músicas presente nele. Considere que tudo vai depender do gosto musical. Isso porque lá tem muitas bandas e artistas do mundo todo, alguns exclusivos.

No entanto, sem dúvidas, os concorrentes diretos (Spotify e Deezer) são mais variados em termos de gêneros musicais. Então, por que as pessoas baixam o Tidal Music no celular? Pela qualidade do som, é claro. Falaremos mais disso adiante.

Ainda citando a biblioteca do Tidal, considere que ele é um dos melhores suportes aos artistas. O motivo é que, com base no canal DMS, ele paga US$ 0,01284 por reprodução de faixa. O valor pode parecer baixo, mas está muito acima do Apple Music (US$ 0,00783) e do Spotify (US$ 0,00437).

A qualidade do som no Tidal Music

Só para entender melhor, considere que em termos de qualidade de som (streaming quality), pensando em kb por segundo, o formato FLAC (usado pelo Tidal) está muito acima do Opus, do MP3, do Vorbis (Spotify premium) e do AAC. Logo, é muito melhor.

Tidal – Escute músicas em qualquer lugar
Foto: (reprodução/internet)

Além do mais, ele tem um plano que é chamado de Hi-Fi. O que isso significa? Que a pessoa vai ouvir arquivos em 24bits, que é algo semelhante a estar num estúdio de música. O arquivo Master é um MQA (Master Quality Audio). 

Através desse tipo de arquivo, o usuário pode ter de ouvir as músicas preferidas sem ter que usar CDs ou fazer a compra de faixas de álbuns. Pensando por esse lado, o serviço de streaming pode ser útil para muita gente que curte um som de verdade.

A versão Tidal Music para desktop

Existem fãs do Tidal Music que não abrem mão do programa. Inclusive, para atender a esse público, os desenvolvedores criaram uma versão para desktop. Assim, o Tidal Music para PC apresenta novos diferenciais frente aos concorrentes.

Nesse caso, ele favorece as DACs e os amps. Logo, a qualidade do áudio é melhor, permitindo modificar a saída de som ao se conectar com um DAC/amp ativando no modo exclusivo ou no forçar volume. Assim, se torna um dispositivo de áudio.

Os vídeos do Tidal Music

Outro diferencial de mercado que o Tidal tem é com relação aos vídeos. Isso porque os clipes são de diferentes artistas e considerando conteúdos originais. Assim, servem como tipo de pequenos documentários relacionados à música. 

Tidal – Escute músicas em qualquer lugar
Foto: (reprodução/internet)

Também dá para encontrar artistas brasileiros que foram entrevistados pela plataforma e dá depoimentos sobre suas carreiras ou experiências que contam na vida artística. Os vídeos possuem ótima resolução quando vistos no PC, mas também estão nos smartphones.

Em termos de qualidade, a reprodução dos vídeos no Tidal pode variar conforme a velocidade da internet. Mas, é comum que fica em 1080p, considerando Full HD. A reprodução pode ser em tela cheia ou modo de janela com fila de músicas. 

A interface do Tidal Music

Outra caraterística é a interface. Porém, nesse caso, nada de novidade. É uma boa interface, mas que quase todo mundo conhece porque é bem parecida com a dos concorrentes. Partindo do fundo preto e das opções na lateral esquerda, facilitando a navegação central.

Os controles ficam embaixo, considerando os botões de reprodução, o indicador de tempo, a barra de volume, etc. No caso do celular, a página inicial tem um banner com as músicas novas e os artistas em destaque. Além de playlists e podcasts sugeridos.

Curiosidade à parte, saiba que o Tidal tem álbuns de Taylor Swift antes do sucesso, ou seja, a partir de 1989. No Spotify, não. Isso porque a artista disse que não disponibilizaria seus novos álbuns nas plataformas de músicas. O mesmo para Beatles e outras bandas. 

Vale a pena assinar o Tidal Music

Para quem está em dúvida sobre baixar e assinar esse streaming de música, a nossa sugestão é avaliar o que as pessoas falam sobre o aplicativo. De modo geral, no Google Play Store, que é a plataforma de aplicativos do Android, a média é boa.

Tidal – Escute músicas em qualquer lugar
Foto: (reprodução/internet)

Isso porque de um total de 5 estrelas, o programa tem uma nota média de 4,2. O último comentário, inclusive, é bem positivo, sendo que o Bruno Swilly diz que “a qualidade de áudio é imbatível”. Ao mesmo tempo, ele sugere melhorias: “precisa melhorar o sistema de busca”.

Considerando que o programa é atualizado de tempos em tempos sempre visando melhorias. A última atualização é de algumas semanas e trouxe mudanças no desempenho. Ao todo, ele já foi instalado mais de 10 milhões de vezes em celulares Android. 

Considere os planos

Outra forma de avaliar essa conta toda é fazendo aquela matemática de custo e benefício. Assim, o plano mais caro do Tidal é um dos mais caros de toda a categoria. Mas, enquanto isso, ele também tem o plano básico, bastante acessível.

Para resumir, saiba que o plano premium inclui a qualidade de som bom de 320 kbps, mais de 80 milhões de músicas e sem anúncios. Permite ser executada de qualquer lugar mesmo sem internet, além de playlists selecionadas e vídeos exclusivos.

O plano Hi-Fi tem uma qualidade muito melhor, de 1411 kbps, além de som máster até 9216 kbps. Outra coisa é que conta com o Dolby Atmos, o Sony 360 Reality Audio e os mesmos benefícios já citados no plano mais básico.

Qual é o valor da assinatura do Tidal Music

Assim, a gente chega no tópico que menciona sobre a assinatura do Tidal Music. Será que é muito caro ou será que é compatível com os outros serviços de streaming de música? Considere que os planos básicos são bem parecidos, onde o valor parte de R$ 16,90.

Tidal – Escute músicas em qualquer lugar
Foto: (reprodução/internet)

Já no plano mais caro, que é o Hi-FI, esse aplicativo lossless dá acesso a versões MQA. No entanto, o valor é um pouco mais alto, sendo de R$ 33,80. Para famílias, o valor fica entre R$ 25,35 e R$ 50,70 enquanto que para estudantes é a partir de R$ 8,45.

Lembrando que praticamente todos os programas citados aqui permitem que se ouça as músicas sem que esteja conectado à internet. Para isso, eles permitem que os usuários baixem as músicas para ouvir offline. Elas fica na memória do celular e são para planos pagos.

O valor dos streamings concorrentes

Quem quiser se lembrar do valor cobrado pelos concorrentes, vamos lá. De maneira básica, considere que os planos mais simples são mais baratos. Logo, vamos trazer a variação de preços do menor até o máximo em cada um dos serviços, veja!

O Amazon Music Unlimited fica entre R$ 16,90 e R$ 25,90. O Apple Music vai de R$ 16,90 até R$ 24,90. O Deezer varia de R$ 19,90 até R$ 34,90. O Spotify, também, igual ao Deezer. Aí vem o Youtube Music, que tem valor de R$ 16,90 até R$ 25,90.

O que pouca gente sabe do Tidal Music

O que quase ninguém sabe é que o Tidal Music é um aplicativo que funciona como streaming de música e tem a assinatura de Jay Z. Sim, ele é o principal dono por trás da marca. Aliás, ele é o principal investidor e parece que não vai abrir mão da qualidade do som. 

Tanto é que o nome dos planos e dos serviços sempre está ligado à música, Lossless é áudio sem perdas e Hi-Fi tem a ver com High Fidelity, que nada mais é do que um tipo de compressão que preserva todos os dados originais da gravação.