Saiba como fazer simulação de financiamento para casa online

Comprar a casa própria é o grande sonho de muitos brasileiros, porém, a grande maioria da população acaba esbarrando nos altos valores que a aquisição inclui. No entanto, hoje já é possível fazer a simulação da compra online, o que faz com que os compradores se preparem melhor para arcar com as despesas envolvidas.

ANÚNCIO

Uma das melhores maneiras de se comprar um imóvel é através do financiamento, já que, dessa forma, o cliente não precisa arcar com altas mensalidades todos os meses. O processo de simulação é simples então, se você quer saber como fazer, fique aqui para aprender a simular o financiamento online.

Saiba como fazer simulação de financiamento para casa online
Foto: (reprodução/internet)

Iremos abordar os seguintes assuntos no artigo a seguir:

  • Entenda como funcionam os financiamentos imobiliários;
  • Aprenda a diminuir o valor das parcelas do seu financiamento;
  • A amortização de parcelas é sempre uma boa opção no financiamento;
  • Programas governamentais também são boa opção para adquirir imóvel;
  • Aprenda a simular as parcelas do seu financiamento imobiliário online;
  • Taxas de juros das maiores instituições financeiras.

Como funcionam os financiamentos imobiliários

Os financiamentos imobiliários acontecem da mesma maneira que em outras modalidades. O cliente dá um valor de entrada pelo imóvel, e o restante a ser pago, o banco te “empresta”, mas você deve pagar de volta com juros acrescidos, e esse valor nem sempre é baixo.

Saiba como fazer simulação de financiamento para casa online
Foto: (reprodução/internet)

Quanto mais alto for o valor de entrada dado em um financiamento, mais baixo será o valor a ser financiado, logo, a dívida será menor. Por isso, é recomendado optar pelo financiamento apenas se já tiver feito uma boa reserva de dinheiro para dar como entrada.

Algumas instituições já aceitam financiar imóveis mesmo sendo um alto valor de entrada, porém, como já foi dito, não é recomendado, já que o restante do valor a ser abatido será alto, o que faz com que você se endivide por mais tempo e acabe pagando mais juros.

Muito cuidado com os financiamentos mais extensos

É muito importante que o cliente fique atento ao número de parcelas cobradas no financiamento, pois dívidas muito extensas, por mais que por um valor baixo, compromete seu orçamento mensal durante muito tempo, o que pode não ser muito interessante a longo prazo.

ANÚNCIO

Além disso, ninguém tem garantia de emprego por longos anos, e tomar uma dívida muito grande, que pode chegar a 30 anos facilmente, e um risco considerável a se correr. Pense bem antes de contratar um financiamento, e tente diminuir o número de parcelas com as dicas abaixo.

Aprenda a diminuir o valor das parcelas do financiamento

A taxa Selic diminui as taxas de juros de tudo no mercado, e o mercado imobiliário também está incluso. Caso já tenha contratado um financiamento, será necessário entrar em contato com o banco para começar a renegociar o seu contrato.

Saiba como fazer simulação de financiamento para casa online
Foto: (reprodução/internet)

Para isso, é necessário descobrir qual era a taxa Selic cobrada no momento da contratação do financiamento. É possível conferir o valor na primeira parcela do pagamento. Para exemplificar, vamos imaginar que o valor da Selic cobrada no seu caso seja de 6%.

Caso a taxa atual seja de 2%, por exemplo, você pode solicitar a diminuição de juros. Apesar de parecer pouco, 1% de diminuição já seria bastante coisa no valor total, por isso, não se acanhe e tente renegociar a sua cobrança total.

Não tenha medo de solicitar o ajuste do valor

Muitas pessoas acabam tendo receio em renegociar a dívida com o banco, já que acham que a instituição não vai ceder e diminuir o juros. Porém, não tenha medo disso acontecer, e saiba que eles estão mais preocupados em não perder clientes do que em manter o valor do pagamento atual.

O banco não quer correr o risco de te perder para um concorrente, e por isso, não vai medir esforços em te manter como cliente deles. Solicite uma baixa no valor cobrado e comece a economizar seu dinheiro agora mesmo.

Sempre que possível, amortize as parcelas

Uma outra forma de garantir que se vai ter economia no pagamento do financiamento é através da amortização das parcelas. Dessa forma, o cliente poderá diminuir o tempo que continuará pagando, além de contar com menos juros incluso.

Saiba como fazer simulação de financiamento para casa online
Foto: (reprodução/internet)

 

Se um cliente financiar uma casa de R$ 100.000,00, por exemplo, e fixar as parcelas em R$ 1.000,00, apenas uma pequena parte dessa parcela paga será descontada do valor total, já que boa parte dele acaba sendo de juros do financiamento. Apenas cerca de R$ 300 será descontado dos R$ 100.000,00.

Dessa forma, pagar os R$ 100.000,00 vai demorar mais tempo do que o esperado. Porém, ao amortizar as parcelas, todo valor dado é descontado diretamente do valor total, sem a cobrança de juros. Com um valor pequeno, o cliente pode se livrar de muitas mensalidades no futuro.

Qualquer valor já é válido na hora de amortizar

Não é preciso amortizar o valor de duas parcelas de uma só vez. Caso o cliente tenha uma parcela de R$ 1.000,00, mas só tenha R$ 200 sobrando para isso, o pagamento ainda é válido, já que, como dito, não é acrescido de juros.

Como vimos, cerca de R$ 300 é tirado do valor total a cada R$ 1.000,00 pago, logo, R$ 200 podem quase te livrar de pagar uma parcela no futuro. Se mantiver o pagamento a mais durante alguns meses, o cliente pode diminuir o tempo que vai pagar o financiamento quase pela metade.

Programas governamentais podem ajudar na aquisição da casa própria

Além do financiamento tradicional, existem outras opções disponíveis para quem quer financiar uma casa através do governo. Diversos programas sociais disponibilizam boas opções de compra de terreno através de financiamento público.

Saiba como fazer simulação de financiamento para casa online
Foto: (reprodução/internet)

Minha Casa Minha Vida e Morar Bem são alguns dos mais conhecidos, mas existem outras opções disponíveis. O importante é se cadastrar nos portais governamentais, ou ir até uma unidade de atendimento público em sua prefeitura, para obter mais informações sobre.

Por se tratar de um programa de incentivo público, e com o intuito de aumentar as chances de aquisição de um imóvel para a população mais financeiramente vulnerável, geralmente, esses projetos governamentais contam com taxas de juros menores.

Como simular as parcelas do financiamento imobiliário

A simulação de financiamento vai depender do banco que você escolher como fiador, por isso, o processo pode acabar sofrendo algumas alterações em alguns casos. No entanto, basicamente, na maioria dos casos o procedimento é o mesmo.

Saiba como fazer simulação de financiamento para casa online
Foto: (reprodução/internet)

Basta procurar pelo site da instituição que deseja financiar o imóvel e começar a simulação. Na página de simulação do Itaú, por exemplo, o cliente já tem a resposta quase que imediata, e caso seja de acordo com o que foi proposto, já pode contratar o serviço ali mesmo.

Porém, é necessário frisar que será preciso fazer um preenchimento de alguns formulários pedindo algumas informações pessoais durante o processo. A simulação da Caixa também é muito prática, e pode ser feita da mesma maneira que a realizada pelo banco Itaú.

Taxas de juros dos maiores financiamentos

Todos os grandes bancos do Brasil disponibilizam a opção de financiamento imobiliário para seus clientes, porém, alguns deles podem não ser muito vantajosos, já que as taxas de juros cobradas pelas instituições não são das menores.

Saiba como fazer simulação de financiamento para casa online
Foto: (reprodução/internet)

Vale destacar que, no geral, os bancos públicos têm as taxas de juros menores do que os privados, já que, como contam com uma gestão governamental, e tem como premissa facilitar o acesso de moradia à população, os valores cobrados são mais baixos.

Porém, ainda assim é preciso ficar atento ao que é cobrado pelos bancos, pois mesmo a taxa mais baixa pode ainda ser alta para muita gente. Confira agora quais são os valores das taxas de juros cobradas para financiamento imobiliário:

  • Santander: juros a partir de 7,99% ao mês;
  • Itaú: juros a partir de 7,45% ao mês;
  • Banco do Brasil: juros a partir de 7,40% ao mês;
  • Bradesco: juros a partir de 7,30% ao mês;
  • Caixa: juros a partir de 6,50% ao mês.

Central de atendimento das instituições

Caso o cliente fique com alguma dúvida em relação ao processo de solicitação de financiamento, ou seja de fato necessário entrar em contato com alguma das instituições citadas, saiba que elas disponibilizam telefones para esclarecimento de dúvidas.

Confira os números de atendimento telefônico dos bancos:

  • 0800 728 0728 (SAC banco Itaú);
  • 0800 570 0011 (ouvidoria banco Itaú);
  • 4004 0104 (atendimento regiões metropolitanas da Caixa);
  • 0800 104 0104 (atendimento outras regiões da Caixa);
  • 4004 9090 (atendimento regiões metropolitanas do Santander);
  • 0800 722 9090 (atendimento outras regiões do Santander);
  • 4004 0001 (atendimento regiões metropolitanas do Banco do Brasil);
  • 0800 729 0001 (atendimento outras regiões do Banco do Brasil);
  • 0800 704 8383 (SAC banco Bradesco);
  • 0800 727 9933 (ouvidoria banco Bradesco).

Não se esqueça de pesquisar pelas menores taxas de juros

Apresentamos os valores das taxas de juros dos principais bancos no artigo, porém, não se esqueça de entrar em contato com a instituição e tentar negociar os valores antes da contratação. Dessa forma, pode ser que um juros menor seja cobrado pela instituição.

Além disso, fique atento às nossas dicas de como diminuir o valor cobrado nas parcelas e não deixe passar a chance de pagar menos no financiamento. Em breve você vai realizar o seu sonho de contar com a casa própria, o importante é começar a economizar a partir de agora.