Supremo Tribunal Irlandês decide que pão da Subway tem muito açúcar para ser chamado de ‘pão’

ANÚNCIO
Supremo Tribunal Irlandês decide que pão da Subway tem muito açúcar para ser chamado de 'pão'
Foto: (reprodução/internet)

Se você já passou algum tempo examinando os fatos nutricionais da embalagem do seu pão, provavelmente notou que alguns pães contêm quantidades surpreendentemente altas de açúcar. O pão do Subway também contém um pouco – tanto, na verdade, que a suprema corte da Irlanda nem mesmo o considera pão.

O caso em questão foi uma apelação da Bookfinders Ltd. – a empresa responsável pela franquia irlandesa do Subway – que alegou que deveria ter sido isenta do pagamento de certos impostos detalhados na Lei de Imposto sobre Valor Agregado da Irlanda de 1972 (IVA).

ANÚNCIO

A lei não tributa itens básicos como pão, chá e leite, mas tributa o que o tribunal chamou de “indulgências mais discricionárias”, como doces, batatas fritas e chocolate.

Para que um produto seja qualificado como “pão”, no entanto, a quantidade de gordura, açúcar ou melhorador de pão não pode “exceder 2% do peso da farinha incluída na massa”. O açúcar no pão da Subway pesa cinco vezes esse limite.

De acordo com o The Guardian, há 5 gramas de açúcar em um pãozinho da Subway de 6 polegadas, que é mais do que o dobro do que você consumiria em dois biscoitos digestivos e apenas 1,4 gramas a menos do que você encontraria em um bolo de jaffa. Curiosamente, um pão Big Mac do McDonald’s contém 5,8 gramas de açúcar.

ANÚNCIO

Veja também: As enzimas que consomem plástico são a única esperança do nosso planeta?

A Bookfinders Ltd. não estava contestando o teor de açúcar em si. Em vez disso, a empresa argumentou que o uso do IVA da frase “cada ingrediente” significava que o pão da Subway se qualificava para a isenção de impostos, desde que não excedesse o limite de 2 por cento para todos os três ingredientes: gordura, açúcar e melhorador de pão.

O tribunal recuou, argumentando que havia contexto suficiente no resto da passagem para concluir que o excesso de qualquer ingrediente impedia o produto de ser considerado pão.

“A função de um tribunal que interpreta a legislação não é a mesma de um professor pedante corrigindo o inglês de um aluno e talvez inculcando uma apreciação do uso preciso da linguagem”, escreveu o juiz Donal O’Donnell na decisão.

A Bookfinders Ltd. também tentou outros ângulos, mas sem sucesso. O tribunal negou provimento ao recurso e a empresa não garantiu qualquer reembolso.

Embora a decisão possa fazer com que outros vendedores de sanduíches irlandeses verifiquem os níveis de açúcar em seus próprios produtos, você provavelmente não verá o Subway mudando seus rótulos tão cedo.

“O pão do Subway é, claro, pão”, disse um representante ao The Guardian.

Traduzido e adaptado por equipe Conhecimento Agora

Fonte: Mental Floss

ANÚNCIO