Saiba como pedir o empréstimo do Bolsa Família

O empréstimo do Bolsa Família é um tipo de crédito que está disponível atualmente no mercado financeiro em vários bancos. Os valores são disponibilizados em dinheiro e podem variar de limite, conforme a instituição.

ANÚNCIO

Abaixo, descubra como solicitar o empréstimo do Bolsa Família. Inclusive, diferente do que algumas pessoas pensam esse é um tipo de crédito que funciona de forma simples e vai poder ser solicitado pela internet, no site do Caixa.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Apesar da possibilidade fazer transações pela internet, a princípio ainda não foi disponibilizado um site oficial para os interessados fazerem a solicitação. Na verdade, isso vai depender do banco escolhido. Neste artigo, você vai tirar essas e outras dúvidas sobre a modalidade de crédito oferecida pelo governo.

ANÚNCIO
  • Como funciona o plano Progredir e qual é a relação com o Bolsa Família;
  • Como funciona o empréstimo Bolsa Família;
  • Quem pode solicitar;
  • Quais são os requisitos;
  • Como solicitar.

Qual é a relação do Plano Progredir com o Bolsa Família

Há algum tempo atrás, o Governo Federal anunciou uma injeção de R$ 4 bilhões para o microcrédito voltado para as pessoas de baixa renda. Isto é: temos aqui uma notícia importante para você que vai solicitar o empréstimo do Bolsa Família.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Há alguns anos atrás, um microcrédito foi anunciado para o Plano Progredir, do Ministério do Desenvolvimento Social. Trata-se de um empréstimo voltado para as pessoas que estão inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) e que são beneficiárias do Bolsa Família, por isso recebeu o nome popular de empréstimo Bolsa Família.

ANÚNCIO

O Progredir foi lançado conforme o decreto 9.160/17. Ele tem o foco de capacitar e auxiliar financeiramente as famílias de baixa renda. Para isso, conta com qualificação profissional, acesso ao mercado de trabalho e incentivo ao empreendedorismo. Assim o plano atua como opção para a população solicitar o empréstimo financeiro.

Microcrédito como outra opção de empréstimo

Além do empréstimo Bolsa Família, o governo também está oferecendo um microcrédito aos beneficários.  Conforme dito, essa modalidade é prestada através do Programa Progredir, com o objetivo de auxiliar as pessoas que estão inscritas no Cadastro Único.

Assim, o público que tem baixa renda pode conseguir ter um negócio próprio ou até ser inserido no mercado de trabalho. O microcrédito tem como principal objetivo oferecer o seguinte suporte:

  • Dar acesso ao empréstimo para o beneficiário investir no negócio próprio;
  • Entender como funciona o empreendimento em equipe;
  • Fazer aulas em cursos de capacitação;
  • Conseguir uma vaga de emprego.

Assim como o empréstimo Bolsa Família, que vamos falar a seguir, o microcrédito conta com taxas de juros mais baixas. Segue a lógica do empréstimo consignado, em que os valores são abatidos diretamente na folha de pagamento. Nesse caso, as parcelas são descontadas do benefício Bolsa Família.

Como funciona o empréstimo Bolsa Família

O empréstimo Bolsa Família trata-se de um crédito consignado que visa ajudar os beneficiários do programa. De acordo com o governo, a iniciativa visa contribuir na recuperação dos empregos e na economia do país. Como foi dito no tópico anterior, as parcelas do empréstimo são descontadas diretamente no valor do benefício social.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Recentemente, passou por algumas reformulações. Antes, o teto do empréstimo era de 40% do valor do benefício. Agora, a parcela não pode ser superior a 5% do benefefício por mês. Também, o número máximo de parcelas sucessivas era 24. Atualmente, mudou para 6 parcelas.

Por outro lado, as taxas de juros que eram de 3,5% caíram para 2,5% ao mês. Aparentemente, as condições ficaram menos flexíveis, mas por outro lado as taxas foram reduzidas. Ainda, não confunda com o minicrédito, pois este é destinado para os beneficiários que desejam empreender e se qualificar profissionalmente.

Quem pode solicitar

Os requisitos ainda se mantêm os mesmos. A solicitação deve ser feita obrigatoriamente pelo responsável da família que recebe o Bolsa Família. Também, a família precisa cumprir com alguns requisitos, como por exemplo:

  • Apresentar renda mensal inferior a R$170;
  • Comprovar que tem membros com idade entre 6 e 17 anos e que estão devidamente matriculados na escola;
  • ter um fiador;
  • apresentar renda próprória, além da que recebe do programa;
  • Receber discal do programa na residência;
  • Apresentar carteira de trabalho assinada;
  • Apresentar comprovante de renda;
  • Estar envolvido nas ações do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome para saúde da mulher.

Além das regras citadas acima, a família cadastrada no Bolsa Família precisa ter recebido no mínimo 3 parcelas do programa. Ainda, precisa apresentar margem consignável suficiente para solicitar o empréstimo, bem como não ter prazo final para o recimento do benefício e nem apresentar faltas nas convocções do Ministério da Cidadania.

Como solicitar o empréstimo e o microcrédito

No caso do Bolsa Família, a solicitação é feita junto aos bancos que oferecem esse tipo de empréstimo, de modo que cada um tem uma sistemática. Confira neste link, quais são os bancos cadastrados. Quem optar pelo requerimento na Caixa, poderá solicitar por meio de alguma agência, pelo app Caixa Tem ou nas lotéricas.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Em caso de aprovação, o valor é disponibilizado em um prazo de 48 horas. Para quem quer solicitar o minicrédito do Plano Progredir e ter acesso a outras vantagens, basta entrar no site Gov. Vale lembrar que a solicitação deve ser feita através do campo Progredir e não do oferecido ao Bolsa Família.

Ao fazer o cadastro solicitando o microcrédito produtivo, o microempreendedor vai informar os seus dados pessoais e profissionais, os quais serão enviados às instruções financeiras parceiras do programa. A partir disso, as informações serão enviadas pelo Progredir para os bancos e em caso positivo, as organizações entrarão em contato com os empreendedores.

Acordo com os bancos

O Progredir afirma que solicitar o empréstimo do Plano Progredir é um processo que inicia no site Gov. Só que a parte final fica com os bancos, que são instituições financeiras parceiras do programa.

Então, quando o assunto é o valor do empréstimo, as taxas de juros ou mesmo a aprovação do microcrédito, as informações passam a ser de responsabilidade dos bancos. Isso significa que após fazer o pedido do crédito, as próximas etapas são relacionadas aos bancos, que deverão entrar em contato com o solicitante.

Caso o contato não aconteça, o empreendedor deve considerar que não existem bancos parceiros na região de atuação. Por isso é muito importante manter todos os dados atualizados, a fim de que qualquer chance de contato incorreto não aconteça. Os bancos podem usar os dados informados no cadastro do programa, como o telefone ou mesmo o endereço.

Qual é o valor do empréstimo e outras informações

Até então, o limite máximo informado do empréstimo é de R$ 15 mil. Porém, a média dos valores aprovados pelos bancos pode ser entre R$3mil a R$4 mil. Isso quer dizer que o valor liberado pode variar conforme o pagamento e condição de renda do solicitante. A análise dos bancos é subjetiva, logo, varia conforme as innformações prestadas pelo beneficiário.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Outra informação que é importante você saber é que pessoas negativadas podem pedir o empréstimo Bolsa Família. Por se tratar de um crédito consignado, os valores são descontados na folha de pagamento, portanto, não há risco de inadimplência. Com esse cenário de negativação, o beneficiárrio pode conseguir até R$2.569 de empréstimo.

Geralmente, o valor tomado emprestado pode ser pago em até 24 parcelas. Todavia, é válido lembrar que cada banco pode definir suas regras de concessão de empréstimo, podendo liberá-lo ou não. Se usarmos o exemplo da Caixa, o banco só concede o empréstimo para os beneficiários que recebem o Bolsa em período superior a 90 dias.

Quais são os documentos necessários

Ainda, os bancos exigem a apresentação de alguns documentos essenciais para a solicitação do empréstimo. Confira a lista a seguir:

  • Carteira de trabalho assinada;
  • Documento original com foto;
  • CPF;
  • Comprovante de renda;
  • Comprovação de inscrição no Cadastro Único;
  • Comprovante de residência atualizado.

Como ficou quem pegou empréstimo consignado pelo Auxílio Brasil

Com a extinção do Auxílio Brasil, muita gente se perguntou como o governo abateria as parcelas do empréstimo consignado. Diferente do que a maioria pensou, o governo não vai assumir os débitos. Entretanto, foi anunciado o Desenrola Brasil com o objetivo de oferecer a renegociação desses valores.

O Desenrola Brasil não será somente para os beneficiários que ainda devem o crédito consignado, mas para interessados em renegociar outros débitos. Sobre o empréstimo Bolsa Família, que conta com condições menos atrativas, pode ser que o governo esteja sinalizando uma eventual extinção futura do crédito. É bom ficar de olho e reavaliar os prós e contras de pegar esse tipo de empréstimo.