Veja como fazer a prova de vida INSS

Todos os anos, milhares de pessoas, especialmente os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), ficam em dúvida sobre a prova de vida que o Instituto exige. O problema é que quando não fazem isso, os benefícios ficam bloqueados. 

Ou seja, já pensou você abrir a sua conta e ver que o seu dinheiro não caiu lá? Por isso, é muito importante a gente saber o que se deve fazer e como fazer essa prova de vida para evitar esse susto. A obrigatoriedade da prova de vida foi suspensa, mas voltou a ser obrigatória. 

ANÚNCIO
Veja como fazer a prova de vida INSS
Foto: (reprodução/internet)

Veja os tópicos que vai ler aqui :

  • O que é a prova de vida do INSS;
  • A prova de vida digital;
  • A prova de vida em domicílio;
  • Quando o benefício é suspenso;
  • O novo prazo para comprovação de vida do INSS;
  • Onde baixar os aplicativos do governo.

Afinal, o que é a prova de vida do INSS

A prova de vida nada mais é do que um procedimento que foi criado para evitar fraudes e pagamentos indevidos por parte do INSS. A ideia é garantir a manutenção do benefício para quem se mantém no direito de recebê-lo. Na prática, isso tem a ver com os casos de pessoas que burlaram o sistema e agiram de má fé.

Veja como fazer a prova de vida INSS
Fonte: (Reprodução/Internet)

A ideia é muito boa e faz todo sentido. O problema é que devido a pandemia, muita gente teve dificuldade com os agendamentos, já que essa prova de vida é presencial. Aliás, era presencial. Isso porque devido ao “congestionamento”, o INSS passou a permitir a prova de vida digital.

Calma que a gente já vai falar dela. Antes disso, no entanto, considere que na prática temos uma prova de vida que nada mais é do que uma comprovação de que a pessoa, que é beneficiária, está viva e, portanto, mantém o direito de receber o benefício do INSS.

A prova de vida tradicional

Antes de falarmos sobre a prova de vida digital, considere que o mais tradicional de acontecer até aqui era o modelo convencional. Isto é: ir até um atendimento do INSS, em uma agência ou unidade, fisicamente. O problema disso ficou bem claro durante a pandemia: aglomeração.

Assim, tantos aposentados como pensionistas poderiam comprovar a vida. Além disso, também tem a opção de fazer a biometria bancária, que é um cadastro que pode ser feito em caixas eletrônicos e valem como prova de vida. Só que hoje há várias alternativas.

Hoje em dia, a maioria dos bancos aceitam as transações financeiras como prova de vida. Se você não tem biometria, também dá para fazer isso em uma agência bancária, desde que leve o seu CPF e o seu RG. Entre os bancos, só o Banco do Brasil tem o serviço por meio de app.

A prova de vida digital

Como falamos acima, para evitar que as pessoas ficassem sem fazer a prova de vida, o INSS passou a permitir a ação por meios digitais. Logo, mais de 5 milhões de beneficiários foram escolhidos para fazer a biometria facial que é uma imagem do rosto da pessoa beneficiária. 

Veja como fazer a prova de vida INSS
Foto: (reprodução/internet)

Assim, um projeto piloto foi lançado para que os segurados fizessem a prova de vida se sair de casa. Então, entenda que por um momento, até que a fase de teste termine, esse tipo de atividade por meios online não é para todos os benefícios, só para selecionados. 

Se você quer saber se é um dos selecionados, o melhor jeito é baixar o aplicativo do Governo Federal, que é o MEU INSS, para acompanhar a informação e saber se você pode fazer a prova de vida por ali, pelo celular. Para isso, se for permitido, você segue os passos indicados. 

Quem foi selecionado

Só para concluir o que foi ditado no último tópico, saiba que o INSS optou por escolher as pessoas que tinham carteira de motorista ou título de eleitor no formato digital. O motivo é que eles já tinham cadastro com biometria facial feita na Justiça Eleitoral ou Detran. 

Por outro lado, se você não entrou na lista dos escolhidos até agora, saiba que o INSS garante que vai implantar a prova de vida digital para todos os beneficiários ao longo do tempo. O único problema é que ainda não há uma previsão para que isso aconteça. 

Com base no projeto piloto, saiba que o instituto viu que tanto o aplicativo do MEU INSS como do Gov.br podem ser usados como fonte de informação e de cadastro para fazer esse tipo de procedimento se a presença física. Especialistas acreditam que em breve todos poderão fazer a prova de vida pelo app.

A prova de vida em domicílio

Uma terceira opção para fazer a prova de vida do INSS é pelo atendimento domiciliar, que é quando a pessoa do INSS vai até a casa do beneficiário. No entanto, para isso existem algumas regras. O direito é garantido pelo Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário.

Veja como fazer a prova de vida INSS
Foto: (reprodução/internet)

Assim, vale para “segurados de qualquer idade que não estejam em condições de se locomover”. Além disso, tem outra regra, com base na idade que prevê que todos os segurados maiores de 80 anos com ou sem condições de se locomover têm direito. 

E para aquele beneficiário que não tem como se locomover, o ideal é ligar no 135 ou acessar o site ou aplicativo do MEU INSS para agendar uma prova de vida em domicílio. Lembrando que é preciso comprovar a condição de saúde por meio de documentos médicos oficiais. 

E quem mora no exterior?

Apesar de a pandemia ter impossibilitado muita gente de viajar, considere que você pode estar em outro país e ter um problema grande para fazer a comprovação de vida aqui no Brasil. O que é preciso fazer nesse caso? A gente conta brevemente.

Saiba que dá para enviar comprovantes de prova de vida através de representações diplomáticas ou consulares brasileiros ou ainda através do “Formulário Específico de Atestado de Vida”, que tem que ser assinado na presença de um notário púbico. 

Quando o benefício é suspenso 

Já chegando ao fim do texto, vem a dúvida: o que fazer caso o prazo da prova de vida tenha passado? Resumidamente, pode-se dizer que quem perdeu o prazo da prova de vida vai ter o benefício suspenso. No entanto, ela não perde o dinheiro.

Veja como fazer a prova de vida INSS
Foto: (reprodução/internet)

O que acontece é que a pessoa terá que ir até um banco para receber o dinheiro, sendo que com a prova de vida, ela poderia receber os recursos em uma conta corrente ou poupança, acessando por meios digitais e cartões, o que seria bem mais conveniente. 

Para quem tem a biometria cadastrada no TSE ou no Detran, lembre-se que dá para fazer a comprovação da prova de vida pelo aplicativo, sem ter que ir ao banco. Mas, se você não fez no prazo certo, a única saída é ir ao banco mesmo. E qual é o prazo? Veja abaixo.

O novo prazo para comprovação de vida do INSS

O novo prazo informado pelo Governo Federal para quem tem que fazer a prova de vida vai até o ano de 2022. Assim, quem tinha competência que vencia em abril de 2020 ou antes tinha que ter feito a nova prova de vida em junho de 2021. E assim por diante.

Já quem tinha vencimento em maio e junho de 2021 pode fazer a prova de vida até janeiro de 2022. Esses prazos novos tem a ver com a retomada da rotina das provas de vida, que considera todos os formatos, do digital ao domiciliar e presencial.

O último prazo criado pelo governo é o de agosto de 2022, que serve para quem tem vencimento da prova de vida em julho de 2022. Para não perder prazos ou consultar informações, os aplicativos já citados aqui podem ser úteis, como o MEU INSS.

Como fazer a prova de vida pelo Meu INSS

E, agora sim para terminar o texto, considere que criamos um breve passo a passo que vai mostrar como dá para fazer a prova de vida usando o app gratuito do governo, o Meu INSS. É preciso baixar ele e fazer um cadastro, com informações pessoais.

Veja como fazer a prova de vida INSS
Foto: (reprodução/internet)

Dentro dele, você terá a mensagem de que “chegou a hora de fazer a prova de vida”. Aí, você é direcionado para o app do Meu Gov.br. Você instala ele e autoriza as pendências. É preciso tirar foto com a câmera do celular e fazer alguns vídeos. 

O sistema também vai pedir que você use a câmera para enviar informações de documentos, como a CNH, por exemplo. Durante a foto, você terá que fazer movimentos, como para os lados ou para cima e para baixo. Assim, a prova de vida é concluída pelo aplicativo. 

Como baixar os aplicativos no celular

Para quem entendeu o texto, considere que dá para usar dois aplicativos, ambos do governo, para fazer a prova de vida ou para obter informações sobre isso. São eles: o Gov.br e o Meu INSS. Eles estão disponíveis nas plataformas de apps do seu celular.

Mas como falamos do Meu INSS, vamos disponibilizar os links para download. No caso do Android, é possível baixar o app no Google Play. Já para quem tem um iPhone, com o iOS como sistema operacional, a plataforma é Apple Store. Eles podem ser baixados sem custo algum e cada um tem os requisitos, como espaço disponível. 

Curiosidade: prova de vida por remessa

Um projeto de lei que foi apresentado na Câmara dos Deputados visa permitir que a comprovação de vida seja feita por simples remessa. Isto é, por meios eletrônicos ou por Correios, através de um atestado médico para o endereço da sede do INSS.

A ideia é focar nas pessoas que moram no interior das cidades e em fazendas, que possuem mais dificuldade em acessar meios eletrônicos. A proposta também fala sobre um possível formulário impresso do INSS, com assinatura de testemunhas. O projeto ainda não foi aprovado. 

ANÚNCIO