Curso de cabeleireiro do Senac: saiba como se inscrever

Ter cursos na área que você trabalha ou pretende trabalhar é algo muito importante. Além de aperfeiçoar suas técnicas, é algo que pode contar muito na hora da contratação em um novo emprego. Existem muitas instituições profissionalizantes que disponibilizam cursos por preços mais acessíveis e até gratuitos, o Senac é uma delas.

Está a mais de 74 anos trazendo o estudo a todos os cidadãos e sendo uma das principais instituições que oferecem cursos voltados para a área do comércio e sempre com certificações. Mas o melhor é que eles costumam ter bons conteúdos didáticos, aplicando em aulas práticas. Um dos mais conhecidos é o curso de cabeleireiro. Veja só.

ANÚNCIO
Foto: (reprodução/internet)

Leia um breve resumo do que vai encontrar nessa publicação:

  • Como ser cabeleireiro;
  • Quanto pode ganhar;
  • Opções de cursos;
  • Como se inscrever no curso do Senac;
  • Dicas para ser um profissional de sucesso.

Como se tornar um cabeleireiro

A profissão de cabeleireiro é responsável por fazer cortes, hidratação, penteados, coloração, entre outras coisas nos cabelos. É uma atividade que pode ser exercida em estabelecimento de outra pessoa ou em um negócio próprio. Geralmente, quem começa nessa carreira, inicia no salão de outros profissionais.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Para ser cabeleireiro, é importante aprender técnicas de recuperação dos fios, de corte de cabelo e saúde capilar no geral. Logo, é necessário aprender esses conhecimentos em algum curso de cabeleireiro. Tem quem se aventura e começa a trabalhar sem qualquer curso. É comum de acontecer em salões sem muita estrutura, em cidades pequenas. Todavia, não é o ideal.

Cuidar do cabelo das pessoas trabalha diretamente com a imagem e a autoestima. Então, não pode ser feito de qualquer forma. Sem contar que o certificado de um curso, dá credibilidade para o profissional. Claro que a prática é o que de fato conta, mas a técnica passa confiança para os clientes.

Quais são as opções de curso

Existem diversos cursos de cabeleireiro renomados no país. Algumas instituições cobram mais que outras. Vejamos algumas opções disponíveis:

  • Instituto L’Oreal;
  • Instituto ESP/Escola de Estética do ABC;
  • Instituto Embelezze;
  • Escola Teruya;
  • Escola Saturno;
  • SENAC.

No geral, o curso de cabeleireiro ensina desde técnicas até atendimento ao cliente. Então, a grade curricular é dividida em várias matérias, que são indispensáveis para quem quer atuar no ramo. Entre os assuntos abordados estão:

  • Tratamentos capilares;
  • Tipos de cabelo;
  • Textura dos fios;
  • Estrutura capilar;
  • Atendimento ao cliente;
  • Tricologia;
  • Coloração;
  • Gestão de salão.

Quanto ganha um cabeleireiro

Todo o início é difícil, na maioria das carreiras. No entanto, quando o cabeleireiro faz o seu nome no mercado, a renda pode aumentar significativamente. É comum que esses profissionais comecem como auxiliar do cabeleireiro, recebendo comissão pelos serviços realizados.

Fonte: (Reprodução/Internet)

Por outo lado, quem trabalha de forma independente ou alugando uma cadeira em algum espaço recebe o valor total do serviço. Segunda o site de carreiras Via Carreira, no início da profissão, o cabeleireiro ganha em média R$ 1.300 a R$ 2.500 por mês. Após um certo tempo e com o estelecimento da marca do profissional, esse valor pode subir entre R$ 2.500 a R$ 10.000.

Esse valor é influenciado pelo salão que estiver trabalhando e as respectivas tabela de preços. Afinal, cada estabelecimento tem o próprio valor de coloração, cortes, maquiagens e outros serviços. Lembrando que quando mais habilidoso for o cabeleireiro, maior será o seu salário. Grandes profissionais podem receber cerca de R$ 20 mil ou mais por mês.

Dicas para iniciar a carreira

Vale lembrar que o começo da carreira costuma ser desafiador. Assim que o profissional finaliza o curso, é hora de captar clientes e torná-los fieis ao seu serviço. Porém, não acontece de uma hora para outra, né? O recomendado é começar como auxiliar de outro profissional, nos salões de beleza.

De preferência, procure vaga em estabelecimentos renomados. Começar trabalhando para outras pessoas não limita a chance de tornar-se dono do próprio negócio. A primeira coisa que precisa conquistar é o prestígio na profissão, depois a independencia do empreendimento. O ideal é passar entre 6 meses a 1 ano no estabelecimento de outro profissional experiente.

É o tempo aconselhado para aprender a aplicar as técnicas. Também é interessante, durante esse tempo, construir uma rede de contatos com outros profissionais. Utilizar o período de aprendizagem para se tornar popular e conhecido no ramo de atuação. Depois de levantar os recursos financeiros e ter notoriedade, é hora de ter o próprio negócio.

Como funciona o curso de cabeleireiro do Senac

No curso de cabeleireiro do Senac, o aluno aprenderá todos os passos para conseguir fazer um atendimento excelente, desde biossegurança para aprender a como cuidar e preservar a saúde do cliente. Além da parte teórica, essa parte também é colocada em prática no próprio salão do Senac.

(Reprodução/Internet)

Depois de aprenderem um pouco, eles já abrem o atendimento ao público e começam as matérias sobre modelagem, diferentes penteados e como escovar de forma perfeita um cabelo. Para poder se inscrever, são necessários apenas 2 requisitos. A pessoa precisa ter no mínimo 18 anos e ter completado o Ensino Fundamental 2.

Para que você consiga se matricular no curso de cabeleireiro do Senac, primeiramente precisa saber se a unidade perto de você está disponibilizando o curso. Ao entrar no site do Senac, você pode selecionar qual é a unidade que tem interesse e será encaminhado para um site específico da região.

Qual o valor

Caso o curso esteja sendo ofertado, você precisa se matricular e no próprio site terá a opção. Atualmente, o curso de cabeleireiro do Senac está custando um total de R$ 3.108,00 e pode ser dividido em até 6 vezes sem juros, no boleto, ou 12x no cartão. Ainda, vamos dar algumas informações sobre a própria instituição, o Senac.

Como falamos um pouco anteriormente, o Senac – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial é uma instituição que já disponibiliza seus cursos por todo o país. Hoje eles disponibilizam seus serviços em mais de 1800 municípios dos estados brasileiros, com mais ou menos 600 sedes.

As vagas gratuitas são disponibilizadas para as pessoas que apresentam baixa renda, com isso eles criaram o programa Senac Gratuidade. Mas alguns cursos são ofertados sem nenhum custo para toda a população.

Como ser um cabeleireiro de sucesso

Antes de dar as dicas de ouro, é importante saber quais habilidades todo cabelereiro precisa ter. É muito mais do que gostar de mexer no cabelo de outras pessoas. Todo profissional dessa área precisa gostar de se relacionar com pessoas. O cliente se sente bem atendido, quando o profissional conversa e ouve o público.

(Reprodução/Internet)

O que todo bom cabeleireiro precisa é:

  • Ser criativo;
  • Ser atencioso;
  • Ter paciência;
  • Ser organizado;
  • Ser um bom comunicador;
  • Ser perfeccionista;
  • Ter habilidade para lider com pessoas.

Então, ao conquistar essas habilidades, o profissional já tem mais da metade do caminho andado. Agora, só vai precisar ter atenção com alguns fatores que são decisivos para o sucesso da carreira. Separamos algumas dicas importantes para estar bem posicionado no mercado da estética. Vejamos no próximo tópico.

O que precisa fazer

Antes de abrir o próprio negócio, é importante saber em qual ramo vai se especializar. Os profissionais de sucesso geralmente concentram o nicho no público feminino, por exemplo. Quando é um cabeleireiro faz de tudo, acaba não passando tanta credibilidade ao público. Então, é importante ser especialista em algum serviço.

Então, se o profissional deseja ser expert em cortes, cabelos afros, pentenados, entre oturos, é válido tornar isso evidente. Ou seja, ser conhecido por essa marca. Além disso, o cabeleireiro precisa ter equipamentos próprios para atender seus clientes. Quais seriam esses itens? Veja só alguns deles:

  • Shampoo e cremes;
  • Gel;
  • Cadeiras;
  • Secadores;
  • Chapinhas;
  • Pentes;
  • Tesouras;
  • Maquinas de cortar cabelo.

Escolher itens de qualidade também é essencial. Afinal, o resultado final pode ser prejudicado por produtos ruins. Então, todo cuidado é pouco na hora de escolher equipamentos e produtos que serão utilizados no cabelo dos clientes.

Como montar um salão de beleza

Se o intuito do profissional, é ter um empreendimento próprio, é válido ler esse tópico. A primeira coisa que pode ser feita é conhecer o ramo, ou seja, estudar o mercado de estética. Com o passar dos anos, técnicas, equipementos e serviços foram modernizados. Sem contar que o perfil do consumidor e suas necessidades também mudaram.

(Reprodução/Internet)

Logo, entender como o segmento funciona é primordial para o sucesso do negócio. Ainda, é necessário ter um plano de negócios. Nesse documento, precisa conter a missão do empreendimento e qual a visão de futuro para a marca. Pode colocar metas e em qual patamar deseja levar o negócio.

Também é importante estudar o público e o perfil de consumo. Não é porque o profissional principal está focado em serviços de cabelo, que não pode oferecer outras coisas no salão. Hoje em dia, tem sido procurado serviços como unhas em gel, por exemplo. É interessante pensar na diversificação.

Escolha bem a localização

Um negócio está fadado à falência, quando estabelecido numa má localização. Então, faça o estudo do local, observando a concorrência, o fluxo de pessoas e a segurança da região. Se for um ponto com muita concorrência, avalia o que esses salões não possuem, que você pode oferecer.

Preocupe-se com o ambiente

Por fim, preocupe-se em oferecer um ambiente confortável aos clientes. Nem todo profissional pode começar com um local luxuoso, mas dá para ser simples e aconchegante ao mesmo tempo. Ainda, lembre que o atendimento faz o cliente retornar.

Então, garanta que cada pessoa tenha experiência satisfatória no espaço. Procure ouvir e compreender o que o cliente está buscando, tendo atenção às particularidades e gostos de cada pessoa.

ANÚNCIO